Mobilização, Inclusão e Formação de Catadores/as de materiais recicláveis da Cidade de João Pessoa

Projeto coordenado pela professora Dra. Maria de Fátima Ferreira de Araújo. É um projeto financiado pelo Ministério do Trabalho e a Secretaria de Economia Solidária. Tem como principal finalidade beneficiar cerca de 600 catadores/as de materiais recicláveis, sendo 70% não organizados e 30% já organizados em empreendimentos econômicos solidários (associações e cooperativas) existentes no município.

Cineclube Campus V

Projeto coordenado pelo professor Dr. Filipe Reis Melo. Emprega o cinema como um canal educacional e como promotor da cidadania entre alunos do ensino médio da Escola Estadual José Lins do Rego, alunos da UEPB e pessoas da comunidade do bairro Cristo-Rangel. São selecionados filmes e documentários que ajudam a aprofundar as discussões acerca de vários temas de interesse social e educacional. Após cada projeção, ocorre um debate sobre os temas trazidos à tona pelo filme exibido.

MUDDE / FARPAS

Este projeto está em sua 6º edição e conta com a colaboração de bolsistas que atuaram na realização do festival FARPAS 2022, no Campus V. Dentre as atividades destacam-se:

  • Reuniões e contatos com diversas instâncias da universidade;
  • Reuniões com instâncias da Escola Estadual Professor Orlando Cavalcanti Gomes, com comunidade do Cristo e estudantes da UFPB;
  • Preparação de conteúdo, programação e material gráfico e audiovisual;
  • Encontros de organização interna;
  • Contatos com artistas e produtores culturais.

O tema condutor das atividades realizadas em 2022 foi a fome. Cerca de 300 pessoas participaram do festival, que contou cerca de 20 atividades durante dois  dias. Entre rodas de conversa e oficinas diversas (de fotografia, grafite, macramê, danças, fanzine, entre outras), houve trocas de conhecimento e acolhimento entre os alunos da Orlando Cavalcanti, discentes e docentes da UEPB, além da população da cidade e dos arredores do bairro. Ano a ano, amplia-se a rede de relações do projeto, extrapolando o universo acadêmico.

MUDDE | Memória, sociedade e cidadania: reflexão para além dos muros acadêmicos

Projeto coordenado pelo professor Henrique Elias Cabral França. O MUDDE tem o objetivo de promover a reflexão através de rodas cidadãs, música e produção de conteúdo via redes sociais. É desenvolvido com os estudantes da UEPB Campus V e da Escola Estadual José Lins do Rêgo. Essa atividade reúne os estudantes em rodas de diálogo, realizam atividades de leitura relacionados à temática do projeto e organizam campanhas de conscientização sobre temas do cotidiano dos jovens.

Politeknik International

A Politeknik é uma Revista que hoje engloba o Projeto “Extension of Human Rights to Education”, do qual o CEAPPG é membro. No ano de 2020, a professora Raquel Melo se tornou coordenadora de um projeto de pesquisa no Brasil e demais pesquisadores do CEAPPG passaram a publicar na Revista em espanhol, em inglês e em português, aprofundando a internacionalização acadêmica.

Em abril de 2021, a professora Marcionila Fernandes publicou o artigo “El Programa de Preservación de las Selvas Tropicales – PPG7 y la Preservación de la Amazonía: Algunas consideraciones frente a los retrocesos” e na mesma edição o professor Carlos Enrique Ruiz publicou o artigo Brasil: Las desigualdades educacionales ante la pandemia y la necesidad de políticas públicas asertivas. Em dezembro de 2023, o professor Filipe Reis Melo publicou na edição n.11 da Politeknik International o artigo intitulado “The Erosion on International Law”.

Prêmio da Revista Nature

Em 2021, o prêmio “Mulheres Inspiradoras na Ciência”, da Revista Nature, foi concedido à iniciativa Parent in Science, pelo trabalho desenvolvido na sistematização de dados e na luta pela implantação de políticas públicas educacionais de apoio às mães e à maternidade nas instituições de ensino superior.

https://www.abc.org.br/2021/10/31/parent-in-science-vencedor-premio-nature/

A docente Alessandra Brandão, do CEAPPG, integra o núcleo central de mulheres cientistas do projeto Parent in Science e, assim, foi laureada com esta premiação.

Emenda Parlamentar n.64/2021

Em 2022, a partir de tratativas realizadas no ano anterior, o CEAPPG foi contemplado com a Emenda Parlamentar n.64/2021 de autoria da deputada Estela Bezerra, que objetivou fortalecer a pesquisa e a extensão do Centro. Foram 9 projetos contemplados de professores do CEAPPG e implementadas, nos marcos desses projetos, 29 bolsas de extensão e 2 bolsas de mestrado. Foram contemplados os campi de João Pessoa, Campina Grande e Catolé do Rocha, incentivando a descentralização de recursos e promovendo a integração entre docentes e alunos da UEPB.

Internacionalização: MERCOSUL e ALADI

Por iniciativa do coordenador geral do CEAPPG, iniciaram-se uma série de reuniões e tratativas junto à Secretaria do Mercado Comum do Sul (MERCOSUL) e com a Associação de Latino-Americana de Integração (ALADI), que culminaram num acordo entre estes órgãos e a Universidade Estadual da Paraíba.

No dia 14 de julho de 2022 foi realizada uma cerimônia na sede do MERCOSUL para a assinatura do acordo que objetiva promover e profundar a integração regional por meio de ações acadêmicas. Após alguns meses, foi celebrado o acordo com a ALADI.

O Acordo com o Mercosul já rendeu frutos. Uma aluna e um aluno da UEPB realizaram um estágio de 5 meses na Secretaria do órgão, em Montevidéu. Foram selecionados pela Universidade e depois passaram no processo seletivo do órgão. A UEPB colaborou financeiramente para essa viagem.

Além disso, o CEAPPG iniciou um processo de cadastramento frente ao MERCOSUL para que fosse considerado uma Organização ou Movimento Social que possa participar das reuniões e encontros da Sociedade Civil da integração regional a fim de colaborar com os mais variados temas. No ano de 2023 teve seu registro aceito.

Webinário Estadual sobre o Novo Ensino Médio

O Webinário Estadual “Os desafios do Novo Ensino Médio e das Licenciaturas na Paraíba” foi uma proposta do CEAPPG em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba e reuniu gestores, professores, discentes e público interessado para conhecer, refletir e debater sobre os temas que impactarão o sistema de educação da Paraíba, a partir da implementação do Novo Ensino Médio em 2022.

Nos dias 31 de janeiro, 1 e 2 de fevereiro de 2022, foram ofertadas palestras e mesas redondas, com gestores e acadêmicos da Educação da Paraíba, provendo o conhecimento da Base Nacional Comum Curricular e da Proposta Curricular do Ensino Médio do Estado da Paraíba.

Foi criado o site: www.novoensinomediopb.online e o Instagram @novoensinomediopb, o que possibilitou a inscrição online para o Webinário e 3.882 pessoas se inscreveram.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável foi instituída, em setembro de 2015, pelos 193 Estados Membros da ONU (UN General Assembly Resolution 70/1), tendo sido resultado de um processo global participativo de mais de dois anos, coordenado pela ONU, onde os governos, a sociedade civil, a iniciativa privada e as instituições de pesquisa realizaram suas contribuições. Sua implementação teve início em janeiro de 2016, dando continuidade à Agenda de Desenvolvimento do Milênio (2000-2015), e ampliando seu escopo. Abrange o desenvolvimento econômico, a erradicação da pobreza, da miséria e da fome, a inclusão social, a sustentabilidade ambiental e a boa governança em todos os níveis, incluindo paz e segurança.


A visão da agenda é ambiciosa e transformadora e prevê um mundo livre de problemas como pobreza, miséria, fome, doença, violência, desigualdades, desemprego, degradação ambiental, esgotamento dos recursos naturais, entre outros.
Os princípios centrais são a soberania plena e permanente de cada Estado, a universalidade, o desenvolvimento integrado, que assegure uma implementação nacional consistente com as aspirações nacionais e a visão global, e incluir a todos, o que implica no cumprimento dos objetivos e metas em todos os países e em todos os segmentos da sociedade. Os compromissos estão presentes nos objetivos e metas, que devem ser compartilhados através de uma maior cooperação internacional. Com isso, ela reafirma também compromissos com os direitos humanos e o direito internacional.


A Agenda 2030 é composta por 17 objetivos, os denominados Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), intercalados por 169 metas de ação global para alcance até 2030. Em sua maioria, abrange as dimensões ambiental, econômica e social do desenvolvimento sustentável, de forma integrada e inter-relacionada. Guiados por metas globais, espera-se que os países definam as suas metas nacionais, de acordo com as suas circunstâncias, e as incorporem em suas políticas, programas e planos de governo.